segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Visita a Chester Beatty Library, Dublin, Irlanda


Esta biblioteca situa-se num jardim perto do castelo de Dublin, num edifício do séc. XVIII com intervenção arquitectónica, sobretudo no hall de entrada que está envidraçado e faz a ligação com um edifício novo (galerias de exposição).
Todo o seu espólio nasce da colecção de arte do mecenas Alfred Chester Beatty (1875-1968), que comporta documentos manuscritos, livros, mobiliário, pintura, etc.








A biblioteca tem uma excelente sala de leitura com livros de referência especializados em obras de Arte Ocidental, Mundo Árabe e Extremo Oriente. Possui ainda uma colecção dedicada ao estudo das Artes Sacras e às grandes religiões.
Podemos admirar nas salas de exposição  os livros em caixas de jade chinês, ou os inrô japoneses, documentos do império Mongol, manuscritos persas e indianos  iluminados...assim como cópias iluminadas do Corão, papiros antigos, os célebres papiros com poemas de amor egipcíos (1100 a.C.), textos evangélicos com 200 d.C., etc.
As galerias de exposição que ocupam parte do novo edifício são muito visitadas, e tive o privilégio de visitar a excelente exposição que está patente até Outubro  "Imperial Mughal Albums from the Chester Beatty Library"





Sobre a exposição:
Named by The Art Newspaper as one of the top ten Asian exhibitions worldwide for 2008 and back home after a four-venue tour of America, this is a stunning, not-to-be-missed exhibition of paintings from the land of the Taj Mahal. The Library holds one of the finest collections of Indian Mughal paintings in existence, and this exhibition is a rare opportunity to see many of the best of those works. The exhibition focuses on a group of six albums (muraqqa‘s) compiled in India between about 1600 and 1658 for the Mughal emperors Jahangir and Shah Jahan (builder of the Taj Mahal). Each album folio originally consisted of a painting on one side and a panel of calligraphy on the other, all set within beautifully illuminated borders. Many of the paintings are exquisitely rendered portraits of emperors, princes and courtiers—all dressed in the finest textiles and jewels—but there are also images of court life, and of Sufis, saints, and animals. The exhibition is accompanied by a fully-illustrated, multiple award-winning catalogue.

Vivam as bibliotecas vivas!

1 comentário:

Luana disse...

Foi uma das biliotecas mais interessantes que conheci, uma pena que não divulgada como merece!A Coleção sobre religião é inegualável.